Todos os posts de ALU201415911

Alunos Graduacao Jornalismo ZS

Expediente Digital

Pesquisa realizada pela Sobratt revela que o modelo de trabalho realizado em casa virou tendência e está sendo considerado até por empresas - Crédito: Renan Castro
Pesquisa realizada pela Sobratt revela que o modelo de trabalho realizado em casa virou tendência e está sendo considerado até por empresas – Crédito: Renan Castro
O trabalho realizado em casa, o home office, tem sido cada vez mais considerado como alternativa principal de renda, mesmo na crise. Apesar disso, os praticantes desse novo modelo de negócio, como startups com o foco digital, empresas e produtores de conteúdo na internet têm usado muita criatividade para superar a concorrência e tornar o negócio viável.

Por Renan Castro
Jornalismo Econômico / Manhã

Começa mais um dia. O relógio anuncia que já são oito horas da manhã. Enquanto o café esquenta, Victor Rodrigues abre sua caixa de e-mails para visualizar os pedidos de seus clientes. Ele analisa quais devem ser atendidos com prioridade, afinal, estes não devem competir com uma extensa lista de tarefas. Para não perder o controle, tudo é acrescentado a uma planilha com tudo o que já foi feito, o que está em andamento e o que resta fazer.

Continue lendo Expediente Digital

Vale a pena ter um negócio na faculdade?

Proprietário do bar Ponto Com Sabor, Paulo Tassinari - Crédito: Bruna Padilha
Proprietário do bar Ponto Com Sabor, Paulo Tassinari – Crédito: Bruna Padilha
É cada vez mais comum a ideia de abrir um bar para quem quer ter o seu primeiro empreendimento. A questão é: esse é um empreendimento que rende lucro ao empresário?

Por Bruna Padilha
Jornalismo Econômico / Manhã

Um dos motivos para ser o comércio mais visado, é pelo fato do setor passar quase despercebido e distante da crise econômica. Mas gerenciar um bar não é muito fácil. De cinco, apenas dois estabelecimentos se mantêm abertos após um ano de funcionamento, por ser um negócio de risco.

Continue lendo Vale a pena ter um negócio na faculdade?

WeBike, o verdadeiro compartilhamento de bicicletas

Identidade visual do Aplicativo nas redes sociais - Crédito: Reprodução Facebook
Identidade visual do Aplicativo nas redes sociais – Crédito: Reprodução Facebook

Empreendedores contam com financiamento coletivo de R$ 30 mil para viabilizar compartilhamento de bicicletas na capital gaúcha. A previsão é lançar a plataforma até março de 2017.

Por Mariana Catalane
Jornalismo Econômico / Manhã

Imagine cinco estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), entre 20 e 21 anos. Adicione uma pitada de empreendedorismo e multiplique por diferentes áreas de conhecimento: Administração, Ciências da Comunicação, Design e Engenharia Ambiental.

Nos últimos meses, a mistura que Alexandre Mattos, Lourenço Boettcher e Ricardo Pierozan inventaram quando participaram do Desafio do Empreendedor da UFRGS em 2015, apesar de essencial para a mobilidade urbana, sentiu falta de um ingrediente muito importante: R$30 mil que foram solicitados aos amigos e simpatizantes, em setembro, através de uma plataforma de financiamento coletivo. Para apresentar e oferecer  – num primeiro momento – aos porto-alegrenses uma nova forma de acesso a bicicletas, o weBike.

Continue lendo WeBike, o verdadeiro compartilhamento de bicicletas

A resistência dos pequenos negócios locais

Barbearia Ângelo, há três décadas no bairro Cidade Baixa – Crédito: Karine Munhoz
Barbearia Ângelo, há três décadas no bairro Cidade Baixa – Crédito: Karine Munhoz
Algumas cidades são verdadeiros organismos vivos, e alguns bairros, em especial, concentram muito da personalidade delas: Porto Alegre é um exemplo claro desta percepção, e a Cidade Baixa, em especial, é um dos bairros com traço mais marcante e característico na Capital gaúcha.

Por Karine Munhoz
Jornalismo Econômico / Manhã

Porto Alegre pulsa de vida, naquele que é, tradicionalmente, o bairro mais boêmio da cidade. Entretanto, além de ostentar este conhecido título, a Cidade Baixa mantém o aspecto essencial de um bairro familiar. Melhor exemplo disso são seus negócios locais, que tentam, bravamente, resistir, em meio aos grandes conglomerados empresariais.

Continue lendo A resistência dos pequenos negócios locais

O desafio de empreender

Samanta e Anderson idealizaram juntos o negócio e além de administrar, permanecem trabalhando até hoje – Crédito: Carolina Ferreira
Samanta e Anderson idealizaram juntos o negócio e além de administrar, permanecem trabalhando até hoje – Crédito: Carolina Ferreira
Como obter sucesso em um negócio? Como mudar radicalmente de área? O que fazer quando não se gosta do que faz? Para onde correr depois do final da faculdade? Essas são perguntas que muitas pessoas fazem todos os dias. Montar o próprio negócio ou saber o que fazer após formado pode parecer desesperador para alguns, mas tem muita gente que tomou a iniciativa e hoje colhe os frutos do empreendedorismo.

Por Carolina Ferreira
Jornalismo Econômico / Manhã

O movimento de clientes, os funcionários trabalhando sem parar, o motoboy que chega e sai a todo momento e o cheiro dos lanches que estão sendo preparados não deixam vestígios que ali, naquele mesmo local, um dia existiu uma vídeolocadora.

Continue lendo O desafio de empreender

E SE A TROCA DE GOVERNO AFETAR O CINEMA NACIONAL?

Curtametragistas que ganharam os Prêmios Assembléia Legislativa e RBS no evento - Crédito: Edison Vara
Curtametragistas que ganharam os Prêmios Assembléia Legislativa e RBS no evento – Crédito: Edison Vara
Os motivos por trás da enfatização das expressões políticas “Fora Temer” e “Volta Dilma” durante o 44º Festival de Cinema de Gramado.

Por Mariana Catalane
Jornalismo Econômico/Manhã

Durante um evento que proporciona muitos encontros profissionais, com pessoas de todo o Brasil e do mundo, o Festival de Cinema de Gramado, localizado na serra gaúcha e sediado no Palácio dos Festivais – no centro da pequena e aconchegante cidade –, ocorreram constantes manifestações dos realizadores de filmes nacionais, concorrentes ou não. Não é à toa que, ao longo das apresentações dos filmes, além deles mesmos, também chamou atenção a exposição e reiteração de um discurso contrário ao processo político atualmente em andamento no país, através dos bordões “Fora Temer” e “Volta Dilma”.

Continue lendo E SE A TROCA DE GOVERNO AFETAR O CINEMA NACIONAL?

Legado rural

Para agricultores, vida rural é uma grande escola para os jovens - Crédito: Gustavo Leal
Para agricultores, vida rural é uma grande escola para os jovens – Crédito: Gustavo Leal
Como o estado trabalha para preparar a nova geração de agricultores e quais os desafios enfrentados por estes no processo de transição.

Por Gustavo Leal
Jornalismo Econômico/Manhã

Quinta economia do país, segundo o tamanho do Produto Interno Bruto (PIB), o Rio Grande do Sul já foi referência nacional no ramo agrícola. Atualmente, com uma população rural de mais de 1,5 milhão de habitantes, cuja  faixa etária concentra-se entre os 15 e 30 anos, o estado passa por uma crise financeira, que acaba por atingir também a sua agricultura. Este é apenas um dos desafios que os jovens produtores rurais têm de enfrentar ao assumir o legado do trabalho de seus antecessores.

Continue lendo Legado rural

MERCADINHOS DE BAIRRO E SEU FUNCIONAMENTO

Carlos Menezes funcionário do Mercadinho Mercearia e Fruteira Quebra Galho -Crédito: Bruna Padilha
Carlos Menezes é funcionário do Mercadinho Mercearia e Fruteira Quebra Galho -Crédito: Bruna Padilha
A base do negócio é formada pela família que trabalha junto para fazer o negócio dar certo.

Por Bruna Padilha da Costa
Jornalismo Econômico/Manhã

Montar um negócio não é fácil. Normalmente, quem constrói tem a família envolvida no negócio. Francisco Miguel Schimitd, gerente executivo da Associação Gaúcha de Supermercados (AGAS), conta que, no primeiro momento, o empreendimento cresce, porque a folha de pagamento se resume à família. “É o marido e a mulher, eventualmente vêm os filhos, está todo mundo pegando junto, trabalhando junto. É assim que acontece com a maioria dos grandes supermercados e das médias redes: começam como uma lojinha e vão crescendo”, explica Schimitd.

Continue lendo MERCADINHOS DE BAIRRO E SEU FUNCIONAMENTO

Crises que afetam os estabelecimentos da Capital

Crises na Segurança e na Economia dificultam a vida noturna de Porto Alegre - Crédito: Marcelo Rodrigues
Crises na Segurança e na Economia dificultam a vida noturna de Porto Alegre – Crédito: Marcelo Rodrigues
O aumento da violência e, também, da crise econômica, faz com que estabelecimentos passem a conviver com a insegurança.

Por Marcelo Rodrigues
Jornalismo Econômico/Manhã

Um dos principais pontos de encontros na Cidade Baixa, bairro boêmio de Porto Alegre, está vendo sua movimentação diminuir, diante da grave crise econômica que a capital gaúcha sofre. O centro de estabelecimento Nova Olaria, localizado na Rua General Lima e Silva, desde o ano passado, já registrou uma queda de quase 50% em comparação aos outros anos.

Continue lendo Crises que afetam os estabelecimentos da Capital

O desenvolvimento da cidade quando a empresa General Motors chega a Gravataí

GM é inaugurada em Gravataí em 2000 – Crédito: Arquivo Pessoal
GM é inaugurada em Gravataí em 2000 – Crédito: Arquivo Pessoal
É na 6ª cidade mais populosa do Estado, localizada a Norte da capital do Rio Grande do Sul, que nasceu a empresa General Motors. O complexo industrial automotivo de Gravataí torna a cidade um polo industrial metal-mecânico brasileiro.

Por Jennifer Van Leeuven
Jornalismo Econômico / Manhã

Em 1996, a General Motors (GM) decide instalar uma nova montadora e escolhe o Brasil como sede. Na época, o orçamento do município era incompatível com as necessidades da população. Em 1997, foram arrecadados R$ 36,5 milhões; em comparação, São Leopoldo e Novo Hamburgo, por exemplo, arrecadaram cerca de R$ 100 milhões. Segundo o ex-Prefeito, Daniel Bordignon, 54 anos, entre os anos 1996 a 2004,  a cidade vivia um atraso e um abandono generalizados.

Continue lendo O desenvolvimento da cidade quando a empresa General Motors chega a Gravataí