Suco de uva gaúcho está na merenda dos estudantes

Suco de uva Schwerz na Expointer 2015 – Crédito: Bruna Fonseca
Suco de uva Schwerz na Expointer 2015 – Crédito: Bruna Fonseca
Os produtos de pequenas propriedades ganharam espaço na merenda dos colégios públicos, filantrópicos e entidades comunitárias beneficiadas pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Por Bruna Fonseca
Jornalismo Econômico / Manhã

A Cooperativa Família Schwerz, de Barra Funda, faz parte da lista de propriedades gaúchas que atende às escolas do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). De acordo com o funcionário responsável pela banca na Expointer 2015, Marcos Petry, o suco de uva integral produzido na localidade é diferenciado. Continue lendo Suco de uva gaúcho está na merenda dos estudantes

A China é aqui

Louisiane Cardozo, blogueira do jornal Correio do Povo, acessando o site Aliexpress – Crédito: Sarah Lima

Site de compras AliExpress é o quarto mais popular no Brasil e já conta com mais de 7,9% do total de acessos, perdendo apenas para Netshoes, Lojas Americanas e Walmart.

Por Sarah Lima
Jornalismo Econômico / Manhã

O termo “made in China” nunca esteve tão em alta no Brasil. Isso porque o site de compras online AliExpress, do grupo Alibaba, vem crescendo e já conquistou seu espaço no país. Um levantamento recente da CupoNation mostrou que o site já é o quarto mais popular, com 7,9% dos acessos entre os 20 sites de compras online mais acessados do Brasil, atrás apenas da Netshoes, Lojas Americanas e Walmart. Continue lendo A China é aqui

Agricultura familiar: uma saída para a economia gaúcha

Pavilhão da Agricultura Familiar na Expointer 2015 – Crédito: Gabriel Ribeiro
Pavilhão da Agricultura Familiar na Expointer 2015 – Crédito: Gabriel Ribeiro
A agricultura familiar está ligada diretamente ao dia a dia da população gaúcha, levando alimentos de qualidade para a mesa dos consumidores, além de ajudar na economia do Rio Grande do Sul. Como vivem esses produtores rurais e qual sua importância para as pessoas que se alimentam desses produtos?

Por Gabriel Ribeiro
Jornalismo Econômico / Manhã

Desde a atividade no campo, até o produto final que chega na mesa das pessoas, há um trabalho feito pela agricultura familiar. Esse exercício praticado por produtores rurais vai desde o cuidado no campo, com os animais, fazendo os alimentos que passam por um longo processo até ir para o mercado e para a casa dos consumidores. Continue lendo Agricultura familiar: uma saída para a economia gaúcha

Canal Rural realiza debate sobre agricultura familiar na 38ª Expointer

Painelistas do Fórum Canal Rural: Infraestrutura e desenvolvimento – Crédito: Débora Dalmoro
Painelistas do Fórum Canal Rural: Infraestrutura e desenvolvimento – Crédito: Débora Dalmoro
A reportagem do blog de Jornalismo Econômico do Centro Universitário Ritter dos Reis de Porto Alegre (RS) acompanhou o Fórum Canal Rural: Infraestrutura e Desenvolvimento Rural, transmitido ao vivo da casa da RBS na maior feira de agronegócio da América Latina. No painel foram discutidos temas como energia elétrica, telefonia, internet, escolas, habitação e outros itens que impactam na atividade econômica e na qualidade de vida da agricultura familiar.

Por Débora Dalmoro
Jornalismo Econômico / Manhã

O Fórum Canal Rural foi realizado no dia 2 de setembro pela emissora de televisão brasileira Canal Rural e pela Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Rio Grande do Sul (Fetag), apresentado pelo jornalista Ricardo Cunha e com o apoio da Assembleia Legislativa – RS e da Afubra.  Continue lendo Canal Rural realiza debate sobre agricultura familiar na 38ª Expointer

Campo de ostentação

Pingentes da pulseira contem símbolos do campo – Crédito: André Feltes / Agência Preview
Pingentes da pulseira contem símbolos do campo – Crédito: André Feltes / Agência Preview
Quando pensamos em vida no campo, o que vem à cabeça é simplicidade. Mas vida no campo não é só isso. O luxo e o glamour também estão presentes nesse segmento. Há gaúchos colecionadores que pagam 1.600 reais por uma faca. Existem prendas que desembolsam 24 mil reais para andar pelos rodeios com a pulseira campeira da moda. E os empresários agrícolas? Esses investem 650 mil reais em uma colheitadeira. Mercado de luxo também existe, e muito, na vida nem tão simples do campo.

Por Cindy Vitali
Jornalismo Econômico / Manhã

De um lado, a simplicidade do campo. O silêncio do pastoreio, o canto do galo, o galope do cavalo. A água fervendo para o chimarrão é a porta de entrada do aconchego. Do outro lado, o glamour da vida dos fazendeiros. O arremate de gado, os leilões milionários e muita ostentação na vida gaudéria. No campo encontramos de tudo, desde o mais simples peão até o mais luxuoso fazendeiro. O luxo e a simplicidade misturam-se e acabam se tornando aliadas. Um depende do outro. Um complementa o outro. E essa sintonia tem resultados positivos. Continue lendo Campo de ostentação

O artesanato como fonte de renda e importante setor da economia gaúcha

A Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul, em Esteio/RS, contempla tudo o que diz respeito à cultura do Estado – Crédito: Foto: Ethiene Antonello
A Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul, em Esteio/RS, contempla tudo o que diz respeito à cultura do Estado – Crédito: Foto: Ethiene Antonello
Gerador de empregos e renda para milhares de gaúchos, o artesanato se mostra importante tanto para o Estado quanto para quem sobrevive dele. A Exposição de Artesanato do Rio Grande do Sul valoriza tudo que é típico do Rio Grande do Sul e neste ano movimentou cerca de 1 milhão de reais.

Por Ethiene Antonello
Jornalismo Econômico / Manhã

O artesanato, um dos setores que integra a denominado economia criativa, movimenta mais de R$ 50 bilhões de reais anualmente no Brasil, segundo o Portal EBC. No Rio Grande do Sul, no primeiro semestre de 2015, movimentou mais de 25 milhões de reais, segundo relatório do Programa Gaúcho de Artesanato. Além de fazer parte da cultura local de cada região, é um setor da economia que possui alto potencial de crescimento e geração de empregos e renda. Além disso, o artesanato colabora com o desenvolvimento do turismo, pois o trabalho de milhares de artesãos atrai brasileiros e estrangeiros pela diversidade dos produtos.  Continue lendo O artesanato como fonte de renda e importante setor da economia gaúcha

Pequenos animais, grandes investimentos

Pavilhão de Aves e Pequenos animais traz 1.425 animais para exposição na 38ª edição da Expointer - Crédito: Mariana Aguiar
Pavilhão de Aves e Pequenos animais traz 1.425 animais para exposição na 38ª edição da Expointer – Crédito: Mariana Aguiar
Na 38ª edição da Expointer, o mercado de animais de pequeno porte foi um dos destaques no parque Assis Brasil, em Esteio. Com 1.425 animais pequenos, o Pavilhão de “aves e pequenos animais” atraiu observadores e comerciantes de todo Brasil. Entre os bichos expostos: 712 aves, 357 coelhos, 323 pássaros e 33 chinchilas.

Por Mariana Aguiar
Jornalismo Econômico / Manhã

“As crianças e colecionadores são nosso principal público”, afirma Luis Carlos Bandeira, aposentado e criador de canários desde sua infância. Ele vive em Esteio e traz seus pássaros para exposição há três anos. Luis Carlos informa que o preço dos canários é determinado a partir da lei de oferta e procura, “se um criador tem 400 canários em casa para comércio ele não vende por um preço muito alto, se possuir menos a situação muda”. Os preços variam bastante: os mais baratos custam R$ 90 e os mais caros, por serem premiados ou muito raros, custam em torno de R$ 100 e R$ 200.  Continue lendo Pequenos animais, grandes investimentos

Produtos artesanais e orgânicos com preço justo em Porto Alegre

Fachada do espaço de artesanato da Casa de Economia Solidária no centro de Porto Alegre – Crédito: Jordana Pastro
A Casa da Economia Solidária surgiu com o objetivo de incentivar empreendimentos da economia solidária em um espaço no centro da capital do Rio Grande do Sul que possibilitasse e garantisse uma renda fixa dentro de um comércio justo e solidário.

Por Jordana Pastro
Jornalismo Econômico / Manhã

A loja de fachada simples passa quase despercebida, mas basta um olhar e o colorido de seu interior se torna um convite para entrar. Inaugurada em dezembro de 2014, a Casa da Economia Solidária não é uma loja comum. Todos os produtos são confeccionados por 28 grupos de artesãos, associações e uma cooperativa de Porto Alegre e Região Metropolitana.  Continue lendo Produtos artesanais e orgânicos com preço justo em Porto Alegre

Como a participação popular contribui para a gestão de recursos públicos

Assembleia do Orçamento Participativo de Porto Alegre em 2015 na Região Glória - Crédito: Ivo Gonçalves/PMPA
Assembleia do Orçamento Participativo de Porto Alegre em 2015 na Região Glória – Crédito: Ivo Gonçalves/PMPA
Criado em Porto Alegre em 1989, o Orçamento Participativo é uma iniciativa que conta com a ajuda da comunidade para decidir o destino dos recursos da cidade. Por intermédio de plenárias, a população das regiões participantes decide, juntamente com a Prefeitura, quais obras e serviços serão executados.

Por Mariana Jeremias
Jornalismo Econômico / Manhã

O Orçamento Participativo (OP) é o sistema pelo qual a população direciona onde a administração municipal aplicará os recursos em obras e serviços. Em Porto Alegre, as secretarias responsáveis pela realização do OP são a de Governança Local (SMGL) e de Planejamento Estratégico e Orçamento (Smpeo). Continue lendo Como a participação popular contribui para a gestão de recursos públicos

Como viver com 600 reais?

Policiais paralisam serviços e protestam em frente ao Palácio da Polícia – Crédito: Marcelo Souza / Assessoria UGEIRM
Policiais paralisam serviços e protestam em frente ao Palácio da Polícia – Crédito: Marcelo Souza / Assessoria UGEIRM

Em meio à crise financeira no Rio Grande do Sul, policial militar e professora falam sobre como foi passar duas semanas com um salário de 600 reais.

Por William Dias
Jornalismo Econômico / Manhã

Família. Nenhuma outra palavra passaria na cabeça do policial José da Silva, se não aquela que simbolizasse tudo na sua vida. Mas o motivo para lembrar-se de sua esposa e seus dois filhos não fora lembranças boas, mas sim a solução para o que fazer em uma situação caótica que se estagnava na economia no Rio Grande do Sul. Continue lendo Como viver com 600 reais?