Por uma Porto Alegre mais resiliente

Após quase dois anos de trabalhos, a estratégia de resiliência de Porto Alegre será lançada oficialmente em dezembro de 2015 e contemplará diversos pontos que auxiliarão a capital gaúcha na sua preparação para eventos extremos. Uma das áreas foco do projeto é a diversificação da economia da cidade. Um Centro de Estudos de Mudanças Climáticas também poderá ser criado.

Por Thuane Liesenfeld
Jornalismo Econômico / Manhã

Os transtornos climáticos ocorridos no Rio Grande do Sul no mês de outubro de 2015 deixaram mais de 650 famílias desabrigadas em Porto Alegre. Mesmo com a criação da maior obra de drenagem na capital gaúcha, como a do conduto Álvaro Chaves, que teve um investimento de R$ 59 milhões no ano de 2008, e uma estrutura atual de 68 quilômetros de diques, 14 comportas e 19 casas de bombas, enchentes e inundações não foram detidas. Continue lendo Por uma Porto Alegre mais resiliente

Os bolinhos que alimentam um sonho

Bolinhos da Niki
Monique vende na faculdade as terças e quintas-feiras- Crédito: Divulgação.

Monique Pereira busca juntar dinheiro para viagem à Austrália. Jovem ainda concilia produção com faculdade de arquitetura.

Por João Pedro Zettermann
Jornalismo Econômico / Noite

Monique Pereira é um exemplo de criatividade e coragem. Após mais de um ano de relacionamento, a jovem de 19 anos viu seu namorado, Eduardo Camargo, rumar para a Austrália, onde passará 18 meses estudando. Ao invés de aprender a lidar com a saudade, ela preferiu enfrentá-la. Para isso, começou a buscar uma maneira de financiar a viagem e ir atrás dele.

Continue lendo Os bolinhos que alimentam um sonho

Profissão: Blogueira

Debb
Debb Pires, 21 anos, grava seus vídeos na sala de sua nova casa, um apartamento alugado perto do Shopping Bourbon Wallig, no conforto de uma calça de pijama rosa com bolinhas brancas – Crédito: Mariana Tripoli

A nova carreira de gravar vídeos para o Youtube e ter um blog permite a Débora Pires ter flexibilidade no horário, trabalhar em casa e ainda ganhar dinheiro com isso.

Por Mariana Tripoli
Jornalismo Econômico / Manhã

Após ser recebida por Debb de calça de pijama e maquiada, a acompanhei durante algumas horas. A blogueira estava se arrumando para uma maratona de gravação de vídeos em que apareceria sozinha e com a amiga que estava em sua casa por alguns dias. Ao sentar-se no chão da sala de seu apartamento a youtuber contou sua história de vida para o Blog de Jornalismo Econômico da Uniritter.

Continue lendo Profissão: Blogueira

Um músico que ganha a vida nas ruas do centro da Capital

Foto
Aos sábados Luan se apresenta no Shopping Center Sul, no centro da Capital- Crédito: Laís Vargas

Natural de São Paulo, Luan Richard é um jovem deficiente visual que encanta a todos com seu carisma e seu sorriso. O maior sonho do músico é construir um estúdio de gravação e comprar instrumentos melhores para compor e gravar seus trabalhos. Em entrevista para o blog de Jornalismo Econômico da UniRitter, Luan conta como vive com o dinheiro que ganha da música.

Por Laís Vargas
Jornalismo Econômico / Noite

Quem passa diariamente pelas ruas do centro de Porto Alegre, encontra milhares de pessoas, entre elas, ambulantes, floristas, vendedores de diversos tipos de mercadorias e também os músicos. Entre eles está o Luan Richard, um jovem deficiente visual, que ganha a vida cantando e encantando a todos com sua voz tão doce e ao mesmo tempo tão marcante.

Continue lendo Um músico que ganha a vida nas ruas do centro da Capital

Jambô, uma empresa de RPG familiar e pop

Jambô
Entre loja, salão de jogos, cafeteria e editora, a empresa Jambô busca proporcionar ao seu público uma experiência única em cada visita- Crédito: Guilherme Wunder.
Para quem mora em Porto Alegre e passa pela rua Sarmento Leite, no centro da capital, fica difícil não avistar a loja Nerdz, que chama a atenção de quem passa pela sua arquitetura, que lembra os castelos medievais, e também pelo movimento constante do estabelecimento. E foi buscando conhecer um pouco do encanto que a Nerdz tem que o blog de Jornalismo Econômico da Uniritter foi até lá, para conhecer a empresa Jambô, conhecida pela linha de RPG Tormenta.

Por Guilherme Wunder
Jornalismo Econômico / Noite

Em um bate-papo na cafeteria da loja Nerdz, Guilherme Dei Svaldi nos apresentou toda a história da marca Jambô, desde o seu início, no começo dos anos 90, até o que a empresa se tornou hoje. Enquanto conversamos, o proprietário da empresa conta que tudo começou como algo mais familiar e de nicho, mas que hoje esse é o sustento de todos, pois a crise não afetou tanto o número das vendas da loja, mas sim a publicação de novos trabalhos. “Nossa média de crescimento nos últimos cinco anos foi de 30%, isso tirando os descontos da inflação. Isso mostra como estamos crescendo e nos consolidando nesse mercado”, ressalta Guilherme.

Continue lendo Jambô, uma empresa de RPG familiar e pop

Nem Uber, nem táxi: só Jesus, mesmo

Carros do Jesus
Jesus com os dois carros que usa para trabalhar atualmente, Spin e Siena- Crédito: Arquivo pessoal.

De taxista e PM ao homem cujo celular mais toca na noite porto alegrense, Jorge Jesus Gomes possui uma exclusividade que nem o Uber conseguiu firmar, com clientes VIPs e um sorriso que nunca sai do rosto.

Por Rafaela Amaral
Jornalismo Econômico / Noite

Jorge Jesus Gomes, 59 anos, é a prova de que nada na vida acontece por acaso. Em uma época que não existia celular, muito menos aplicativos que chamam táxi em três minutos, Jesus não fez nada de diferente, virou mais um motorista de táxi como muitos outros, o que, segundo ele, era a opção mais simples, por ser uma profissão que não exigia tanto como hoje em dia. Continue lendo Nem Uber, nem táxi: só Jesus, mesmo

Porto do Rio Grande: apesar da crise cresce o volume de exportações

Porto de Rio Grande
Porto atende as principais demandas do Rio Grande do Sul e a expectativa para os próximos anos é suprir as necessidades de países vizinhos- Crédito: Nicolas Castro

A reportagem do blog de Jornalismo Econômico do Centro Universitário Ritter dos Reis de Porto Alegre (RS) acompanhou no feriadão do Dia da Criança a volta das operações externas no Porto do Rio Grande, suspensas pelo excesso de chuva no Sul do Brasil ocasionado pelo El Niño. Durante uma hora, o superintendente do Porto, Janir Branco, concedeu entrevista exclusiva sobre o desempenho e as expectativas das exportações e importações do Rio Grande do Sul.

Por Shalynski Zechlinski
Jornalismo Econômico / Noite

A terça-feira (13) amanheceu com o céu limpo e a temperatura chegava aos 20° C na cidade do Rio Grande. O assessor de imprensa da Superintendência do Porto de Rio Grande (SUPRG), André Zenobini, recebeu a reportagem do blog de Jornalismo Econômico da UniRitter por volta das 14 horas.

Enquanto Zenobini explicava como funciona o embarque e desembarque de mercadorias, foi possível notar o fluxo de caminhões saindo dos armazéns, empilhadeiras circulando e os guindastes em movimento, colocando as cargas nos navios que aguardavam para seguir viagem.

Continue lendo Porto do Rio Grande: apesar da crise cresce o volume de exportações

A emancipação da mulher através da economia feminista

Rede de Economia Solidária e Feminista
A Rede de Economia Solidária e Feminista visa mudar métodos de trabalho, principalmente envolvendo a questão da mulher. – Crédito: Divulgação Guayí.

Pensar em economia, de forma solidária e coletivista, é ter em mãos uma grande ferramenta na luta pela independência da mulher, fazendo-a lutar pelos seus direitos. Este é o objetivo da Rede de Economia Solidária e Feminista.

Por Thiago Nascimento
Jornalismo Econômico / Noite

Olga Maria Vianna tem 56 anos, três filhos e mora em um pequeno vilarejo de Viamão, há 25 anos. Ainda na adolescência, solteira e com as três crianças no colo, saiu da sua cidade de origem, Tapes, quando tinha 24 anos, para tentar uma vida mais digna em Porto Alegre. Desde cedo, aprendeu a trabalhar no campo, ainda quando criança, para ajudar o pai, agricultor, e a mãe, empregada doméstica.

Continue lendo A emancipação da mulher através da economia feminista

Aplicativo: bom negócio para quem investe e para quem usa

Prix
Em um ano o aplicativo conquistou mais de 52 mil usarios em Porto Alegre – Crédito: Divulgação.

Quem não gosta de ir a um bom restaurante e ainda com desconto? Parece impossível para você? Não para os usuários do aplicativo Prix. Nessa reportagem você saberá mais sobre o Prix e também o que são e como funcionam os aplicativos.

Por Mariela Moraes Kessler
Jornalismo Econômico / Noite

O aumento do uso de smartphones influenciou e muito o mercado de aplicativos. Eles estão cada vez mais populares e grande parte desse sucesso deve-se ao fato de oferecerem diversas opções de serviços para seus usuários. Atualmente, aplicativos que oferecem descontos em bons restaurantes estão entre os favoritos das pessoas que utilizam esse serviço. Em Porto Alegre, o aplicativo que se destaca nessa área é o Prix.

Continue lendo Aplicativo: bom negócio para quem investe e para quem usa

Mais do que alegre, um porto criativo

Foto1
Foto: Marcelo Monteiro/ Divulgação Vila Flores

Porto Alegre foi apontada pela Fecomércio-SP como a segunda capital mais criativa do Brasil

Por Shállon Teobaldo
Jornalismo Econômico / Noite

Um conceito ainda em definição, a economia criativa trata-se, conforme a Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (Unctad 2008), da interface entre cultura, economia e tecnologia para criar, produzir e distribuir bens e serviços, sob dois principais fundamentos: a criatividade e o capital intelectual.

Continue lendo Mais do que alegre, um porto criativo