Vaquinha online auxilia na arrecadação de dinheiro

Nos primeiros quatro anos, o site Vakinha ajudou a arrecadar mais de R$ 5 milhões
Há alguns anos para arrecadar dinheiro as pessoas colocam em prática as famosas “rifas” e com o dinheiro obtido mantinham suas economias para finalmente realizar seu objetivo. Agora esse método pode acontecer virtualmente. O site Vakinha é a nova solução.

Por Jenifher Mello
Jornalismo Econômico / Noite

No ar desde janeiro de 2009, o site Vakinha (RS) possui atualmente 600 mil membros. Nos primeiros quatro anos de existência, o serviço, criado em Porto Alegre (RS), já ajudou a arrecar R$ 5 milhões. Saiba como funciona.

O vakeiro – nome dado para aquele que faz uma vaquinha no site -, deve anunciar qual o objetivo para sua arrecadação (por exemplo, uma viagem, compra de objetos, realização de festas, financiamento de estudos, entre outros), estipula o valor a ser arrecadado e a partir disto divulga em suas redes sociais e email.

É possível importar os contatos diretamente para o Vakinha e enviar convites para participar e contribuir. Há ainda a opção de tornar a “vakinha” pública ou particular.

Aos que questionam se há algum valor simbólico repassado ao site, a resposta é não. “Para sermos competitivos, temos nosso próprio gateway de pagamentos* e não temos sobretaxa. Assim, nossa receita está inserida nas taxas que cobramos pelas transações financeiras. Cartão de Crédito 6,4% + R$0,40 e Boleto 2,99% mais R$0,40 por transação”, informa Fabricio Milesi, co-fundador do site, em entrevista realizada por email.

Gateway de pagamento é um servidor que autoriza a transação de pagamentos online de empresas ou pessoas físicas. Serve como um ponto de venda físico tradicional com um terminal para leitura de cartões de crédito e análise de crédito.

Ferramentas do bem

A segurança e popularidade do site é um dos principais motivos para chamar a atenção do público. “Vakinha é uma ferramenta muito conhecida, organizada e confiável. Digo que é o botão do bem da causa animal”, revela Sara Vieira, fundadora da ONG Projeto Anjos de Patas, uma organização não governamental, sem fundos lucrativos, que dá abrigo a aproximadamente 400 cães, que recebem alimentação e cuidados diários.

Sara ainda conta que a principal divulgação das vakinhas elaboradas pela ONG para arrecadação de dinheiro para compra de rações, casas para o pátio, realizações de castrações e demais gastos da ONG, são divulgadas pelo facebook, que para ela também é outra ferramenta do bem.

O E-commerce se torna o logo aliado de lojas virtuais

Ao tratar de novos caminhos para o site, o porto-alegrense Fabricio Milesi revela que no início do projeto o objetivo era expandir o Vakinha para outros países, porém, atualmente o principal objetivo é o e-commerce.

Além do website vakinha.com.br, a empresa passou a trabalhar também com o aplicativo “Vakinha” para sites de e-commerce. O objetivo do novo serviço para lojas on-line é lançar diversos produtos na web juntando a publicidade deste novo método de vendas, que gerará novos acessos ao site, novas vendas e a criação de novas vaquinhas.

O e-commerce ou comércio eletrônico é o termo utilizado para qualquer tipo de negócio ou transação comercial realizada pela internet.

O site Vakinha tem como objetivo utilizar o e-commerce para fundir o portal com a loja online através do aplicativo “Vakinha” (API – Application Programming Interface ou, em português, Interface de Programação de Aplicativos), que permite o cliente criar sua própria vaquinha no site.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *